FRENARE

ANPCF defende o registro físico do voto nas eleições

PAINEL ELETRÔNICO

10/07/2018 10h57

Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais defende o registro físico do voto nas eleições

Em entrevista ao Painel Eletrônico, o presidente da entidade, Marcos de Almeida Camargo, destacou a importância do registro físico para eventual conferência dos resultados da disputa

A Comissão de Ciência e Tecnologia vai realizar, nesta quinta-feira, audiência pública para debater a importância do registro físico do voto – o voto em cédula – para a segurança e transparência do processo eleitoral e esclarecimentos sobre a ação direta de inconstitucionalidade contra o voto impresso.

No mês passado, o Supremo Tribunal Federal derrubou o voto impresso para as eleições de 2018, para eventual conferência dos resultados da disputa. A maioria concordou com a ação da Procuradoria-Geral da República, que considerou a medida como afronta ao sigilo do voto.

Entre os convidados para a audiência pública estão o presidente do TSE, Luiz Fux; a procuradora-geral da República, Raquel Dodge; o representante da Associação Pátria Brasil, procurador da República, Felipe Gimenez; e o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais, Marcos de Almeida Camargo, que falou sobre o assunto em entrevista ao Painel Eletrônico.

Marcos Camargo defende o registro físico do voto pois, segundo ele, há uma desconfiança em relação à apuração eletrônica dos votos, que não é infalível. Ainda segundo o presidente da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais, a entidade “quer colaborar com o processo eleitoral brasileiro e vai continuar atuando para garantir o registro físico do voto”.

Marcos Camargo destacou que a associação não é contra o sistema digital, mas que é preciso ter humildade e reconhecer que ele não é infalível. E sobre a ação direta de inconstitucionalidade contra o voto impresso, a entidade espera que ela seja resolvida tão logo termine as eleições de outubro.

Apresentação – Edson Júnior e Elisabel Ferriche

 

 

Adicionar Comentário

Deixe uma resposta